Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2013

Diferença entre turismo de aventura, ecoturismo e turismo sustentável.

Imagem
Fazer um turismo sustentável é levar na bagagem, além da máquina fotográfica para registrar os melhores momentos, o respeito à cultura e ao meio ambiente do local visitado. Por isso, ele não é feito apenas quando o roteiro envolve trilhas ou esportes radicais. Entenda a diferença entre alguns conceitos e aproveite melhor a sua próxima viagem!






Turismo de aventura
É a modalidade em que o turista protagoniza atividades de aventura (entendidas como “experiências físicas e sensoriais recreativas que envolvem desafios e que podem proporcionar sensações diversas como liberdade, prazer e superação”) como canoagem, ciclismo, arborismo e mergulho. As práticas podem ocorrer em diversos espaços (natural, construído, urbano, rural) e são de caráter recreativo e não competitivo – quando há competição, é considerado Turismo de Esportes.

Ecoturismo (ou turismo ecológico)Segmento que considera viagens a áreas naturais como uma atividade responsável, que incentiva a conservação do patrimônio…

Mega Tirolesa, Pedra Bela, São Paulo - Brasil

Imagem
No Brasil também temos uma grande tirolesa, que estar localizada em Pedra Bela, São Paulo.  Canopy Tour, uma tirolesa em dois lances que somam 1900 metros. A atração mais recente da cidade tem nome importado de um famoso passeio costa-riquenho – o conceito foi levado a outros países da América Latina, mas por aqui a única semelhança é o nome. Em Brotas a queda pelos cabos chega a 60 km/h e é realizada a 110 metros de altura, sobre a copa das árvores de um vale,que tem um passeio de 1900 metros de extensão; Adventure Park, de Lages (SC), que tem 1200 metros; e mesmo Socorro (SP) e sua queda de 1400 metros.

MAIOR TIROLESA DO MUNDO.

Imagem
Com uma queda vertical de 600 metros e 1.850 km de comprimento a ZipFlyer, no Nepal, é a maior tirolesa do mundo. De acordo com a empresa responsável, a HighGround Adventures, essa é a tirolesa mais longa e íngreme já construída.
A aventura começa quando o transporte leva os corajosos até o topo da montanha. No topo da montanha há uma caminhada pelo Pavilhão Butterfly, maravilha arquitetônica com vista para as cadeias do Himalaia.
Os passageiros ocupam seus lugares a uma altura de 1.650 km acima do mar. Só podem ir duas pessoas por vez, e a velocidade da tirolesa é de 45 metros por segundo. Se os olhos ainda estiveram abertos é possível enxergar as paisagens deslumbrantes de Machhapuchhre, Annapurna e Seti River. O passeio termina na vila Hyangja.